Archive for novembro, 2010


As 10 Maiores Sociedades Secretas

  • Como são e como agem as sociedades secretas

Não importa o suposto propósito das sociedades secretas, sempre há algo sinistro ocorrendo dentro delas. Embora a maioria seja formada por objetivos políticos e religiosos, sempre tem um foco no mistério e “secretismo”, tornando-se assim alvos de teorias da conspiração sobre alienígenas, ocultismos, ou a dominação do mundial.

Naturalmente, a realidade é geralmente muito mais inócua, mas isso não significa que os grupos não têm algo estranho em suas práticas fascinantes, ou que eles não tiveram um impacto sobre os acontecimentos mundiais. Com isso em mente, seguem-se dez das sociedades secretas mais famosos e influentes da história:
10. Ordo Templi Orientis
Ordo Templi Orientis é uma organização mística que foi iniciada no começo do século XX. O grupo foi criado nos mesmos moldes dos maçons, e, supostamente, se baseiam em rituais e práticas ocultas como um meio para que os membros se deslocam de um nível de prestígio para outro dentro da organização. A filosofia geral do grupo foi a crença nas práticas esotéricas como um método de realização de uma verdadeira identidade. O famoso ocultista excêntrico Aleister Crowley foi quem compôs grande parte da tradição do grupo, incluindo um manifesto chamado de Mysteria Mystica Maxima, e ele se tornou mais tarde sua cabeça. Após sua morte, a influência e popularidade do Ordo Templi Orientis começou a diminuir, mas ainda existe hoje e tem vários discípulos espalhados pelo mundo, principalmente nos Estados Unidos, Reino Unido e outras partes da Europa.
 

Práticas Secretas:

Enquanto a popularidade de Aleister Crowley como uma figura nova, continuava a crescer mais e mais nos ensinamentos da Ordo Templi Orientis. Como tal, o grupo faz muito menos de uma tentativa de hoje ser secretas que ele fez no passado. Isso não significa que eles não têm ainda algumas práticas bizarras. A principal delas é a fixação do grupo sobre a exploração sexual, especialmente seus ensinamentos sobre a “adoração do falo” e a magia da masturbação.

9. O Grupo de Bilderberg

Esse grupo têm incluído membros como Ben Bernanke, a família real da Espanha e da Holanda, os funcionários do Banco Mundial e representantes de grandes corporações.

O Grupo de Bilderberg não é uma sociedade secreta em si, mas opera sob um véu de mistério semelhante, o que tornou o assunto de inúmeras teorias da conspiração e críticas. O grupo foi iniciado em 1954, e desde então tem reunido a cada ano como uma conferência exclusiva apenas para convidados, de líderes mundiais, os capitães da indústria, e os magnatas da mídia. O grupo começou originalmente como um meio de lidar com um traço de anti-americanismo que se alastrava pela Europa após a Segunda Guerra Mundial, mas ao longo dos anos, parece ter se transformou em uma discussão mais ampla sobre alcançar o entendimento mútuo entre culturas.
Práticas Secretas:

O Grupo Bilderberg se tornou polêmico por uma razão fundamental: não é permitido imprensa na conferência e não há detalhes significativos sobre os temas discutidos são sempre lançado oficialmente ao público. Esse tipo de sigilo, juntamente com a intensa segurança dos locais de reunião, que muitas vezes apresentam guardas armados, policiais e, até mesmo, aviões de combate patrulhando os céus, com isso produziu-se uma série de teorias de conspiração centrada na conferência. O mais popular é que o grupo tenta orientar o direcionamento de políticas públicas, mercados financeiros, e meios de comunicação em determinadas direções prescritas de sua escolha, talvez até com o objetivo de formar o chamado “governo do mundo.” Estas alegações foram postas de lado pelo grupo, que reivindica a compreensão global e do fim da proliferação nuclear como seus principais objetivos.

8. Hashshashin-A Ordem dos Assassinos


O Hashshashin ou Nizari, foi um grupo de assassinos misteriosos muçulmanos que operavam no Oriente Médio durante o século 13. O grupo era formado por muçulmanos xiitas, que se separou de uma seita maior e se uniram a fim de estabelecer um estado xiita utópico. Porque o seu número era pequeno, o grupo usou táticas de guerrilha em sua luta contra os seus inimigos, incluindo a espionagem, sabotagem e, o mais famoso, o assassinato político. O Hashshashin implantavam agentes altamente treinados dentro das fortalezas inimigas, com instruções para atacar somente no tempo certo. Eles eram conhecidos por sua extrema discrição em minimizar as vítimas civis, bem como sua propensão de intimidar para conseguir seus objetivos. Como diz a história, os líderes inimigos, muitas vezes acorda de manhã para encontrar uma adaga Hashshashin deitado no seu travesseiro, junto com um bilhete dizendo “você está em nossas mãos.” Sua lenda cresceu rapidamente, antes mesmo de os mongóis finalmente destruirem o grupo, eles
se tornaram conhecidos pistoleiros, supostamente realizando trabalhos para o Rei Ricardo “Coração de Leão”.
Práticas Secretas:

Por volta da época de sua queda, a biblioteca que continha todos os registros Nizari foi destruída, muito do que se sabe sobre eles hoje assumiu o estatuto de mito. Há histórias mais controversas do grupo, como da utilização de drogas e outros entorpecentes como o “Hashshashin” pode ser traduzido como “usuários de haxixe”, que alguns dizem que foram utilizados pelos membros na batalha. Isto tem sido amplamente desacreditado, mas o termo “Hashshashin”, como ele se refere ao Nizari, acredita-se ser a origem da moderna palavra “assassino”.

7. A Mão Negra


A Mão Negra é uma sociedade secreta de revolucionários políticos anti-imperialistas que foi iniciada na Sérvia em 1912. É formada por um ramo de Narodna Adbrona, um grupo que procurou unir todos os povos eslavos da Europa sob um único país. Isso exigiu a separação da Sérvia a partir da monarquia da Áustria-Hungria, que anexou o país alguns anos antes. Com isso em mente, o grupo começou a disseminar propaganda anti-austríaca de formação, sabotadores e assassinos para perturbar e obter dominação política no interior da província. O plano era para incitar uma guerra entre a Sérvia e a Áustria, que lhes daria a chance de libertar o seu país e unir as diferentes nações eslavas como um todo.
Práticas Secretas:

Mão Negra seria hoje esquecida se não fosse por seu envolvimento improvável em um dos maiores acontecimentos do século XX, o assassinato do arquiduque austríaco Franz Ferdinand em 1914. Os resultados do assassinato foram catastróficos. Dentro de dias, Áustria-Hungria declarou guerra à Sérvia, e depois de os aliados de ambos os países entraram na briga, a pequena disputa conseguiu se transformar em Primeira Guerra Mundial. O rescaldo da Primeira Guerra Mundial levou à Segunda Guerra Mundial, e isso levou à Guerra Fria, que faz da Mão Negra uma das forças mais estranhamente influentes do século XX.

6. Os Cavaleiros do Círculo Dourado


Os Cavaleiros do Círculo de Ouro foi uma sociedade secreta que floresceu nos EUA durante a American Civil War (guerra cívil americana). No início, o grupo procurou incentivar a anexação do México e as Índias Ocidentais. Mas, uma vez que a guerra civil começou, o grupo mudou seu foco do colonialismo para apoio fervoroso do recém-criado governo da Confederação. Os cavaleiros logo tiveram milhares de seguidores, muitos dos quais formaram exércitos de guerrilha e começaram a atacar as fortalezas da União no Ocidente. Nos estados do Norte, a misteriosa ordem tinha um impacto maior ainda. Muitos jornais e figuras públicas envolvidas em caça às bruxas, onde acusaram supostos simpatizantes do Sul, incluindo o presidente Franklin Pierce, de serem membros dos Cavaleiros do Círculo Dourado.

Práticas Secretas:

Ao contrário da maioria das sociedades secretas, o Círculo de Ouro não só preocupou-se com reuniões clandestinas e planos misteriosos. Em vez disso, o grupo formou exércitos, a fim de transmitir a sua agenda pela força. Em 1860, um grupo de cavaleiros fez uma tentativa fracassada de invadir o México. Durante a guerra, eles roubaram diligências e tentou um bloqueio do porto de São Francisco, e um grupo deles ainda conseguiu rapidamente tomar o controle do sul do Novo México.

5. A Sociedade de Thule


Algumas organizações secretas são suspeitas de ter segundas intenções malévolas, mas a Sociedade de Thule é uma das poucas em que essas suspeitas foram comprovadas. O grupo foi oficialmente iniciado na Alemanha logo após o fim da Primeira Guerra Mundial. Tudo começou como uma espécie de grupo de descendência alemã que se envolveu com o ocultismo, mas rapidamente se transformou em uma organização que procurou transmitir a ideologia da raça ariana, e levou uma abordagem aparentemente racistas em relação aos judeus e outras minorias. O grupo logo vangloriou-se em ter mais de mil membros, e ainda tinha um jornal de propaganda própria. Em 1919, membros da Sociedade Thule formaram uma organização política chamada Partido dos Trabalhadores Alemães. Um jovem Adolf Hitler tornou-se um membro e, eventualmente, assumiu o partido, que mais tarde se tornaria conhecido como Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães, ou Nazi, o partido.

Práticas Secretas:

Mesmo antes de a Sociedade de Thule tornaram-se um veículo para o nazismo, os membros estavam envolvidos em algumas atividades bastante bizarras. O mais estranho foi o fascínio do grupo com a raça ariana, cuja origem eles tentaram localizar a terra mítica de Thule, que os gregos tinham reivindicado e foi encontrada ao norte da Europa, perto da Islândia e Groenlândia.

4. Os Filhos da Liberdade


Os Filhos da Liberdade é o nome de um grupo organizado de dissidentes que existia na América antes da Guerra Revolucionária. O grupo não existe como uma sociedade secreta, no sentido tradicional, mas sim, era composta de facções menores de patriotas de todo as colônias que se uniram em prol de um objetivo comum. Quando eles se encontravam, era geralmente em Boston em torno de um olmo, que desde então se tornou conhecida como a Árvore da Liberdade. Foi ali que o grupo iria formular a sua resistência, o que incluiu a divulgação de panfletos e, até mesmo, algumas sabotagem e atividades terroristas. Esse comportamento levou os britânicos a marca Filhos da Liberdade como sedicioso, e eram, muitas vezes, referido pejorativamente como “Os Filhos da Violência”. O grupo é o mais notável de hoje para plantar as sementes da revolução entre os colonos, com o protesto do Selo Lei, e por cunhar a famosa frase agora “nenhuma tributação sem representação”.

Práticas Secretas:

Os Filhos da Liberdade, em Boston, era o braço mais famoso do grupo, mas havia facções espalhadas por toda as 13 colônias. Um grupo em Rhode Island, saquearam e queimaram a Gaspee navio britânico de comércio em protesto contra práticas desleais de comércio, enquanto outros eram conhecidos por alcatrão e penas legalistas britânicos. Ainda assim, o mais famoso evento de engenharia do Sons continua a ser o Boston Tea Party, em 1773, quando membros do grupo vestidos como índios despejou carradas de chá sobrecarregado o porto de Boston.

3. Caveira e Ossos


Faculdades são conhecidas por suas muitas sociedades secretas e organizações estudantis, e a da “Caveira e Ossos” é provavelmente a mais famosa. A cada primavera novos alunos aderiam a sociedade, e o único verdadeiro pré-requisito para ser membro era ser um líder do campus. Como tal, atletas, membros do conselho estudantil, e os presidentes da fraternidade são muitas vezes considerados. “Caveira e Ossos” conta entre os seus membros Presidentes dos EUA, senadores e juízes da Suprema Corte, o que levou muitos a argumentar que o grupo funciona como uma espécie de organização clandestina para a elite de alta potência política. Não há como negar que o clube está bem financiados: uma organização de ex-alunos chamado Russell Trust Association financia suas atividades, e o grupo supostamente possui uma ilha no norte de Nova York.

Práticas Secretas:

“Caveira e Ossos” já não é mantida em segredo, mas as suas práticas ainda são. A ordem se reúne duas vezes por semana, mas o que se passa nas suas reuniões nunca foi revelado. Para a decepção dos teóricos da conspiração, o que os boatos têm saído são relativamente inócuos. O grupo supostamente participou de uma série de brincadeiras, e já foi processado pelo presidente da tribo Apache, que reivindicou a posse do esqueleto de Geronimo. Além disso, o grupo é conhecido por obrigar os novos membros a relatar sua história sexual para o resto da sociedade, e dando apelidos para cada iniciado. Em um rumor amplamente relatado, o Presidente George W Bush era supostamente conhecido como “Magog”, um nome dado a quem tinha maior experiência sexual.

2. Os Illuminati


Na cultura popular e no mundo das teorias da conspiração selvagem e estranho, nenhuma organização secreta tornou-se tão conhecido como os Illuminati, que têm feito freqüentes aparições em livros, filmes e televisão. O grupo, como é popularmente entendido é mais ou menos um mito, mas a lenda que remonta a uma organização real que existia na Alemanha no final de 1700. Na época, os membros do grupo apresentaram-se como uma ordem de iluminados pensadores livres. A imprensa se virou contra eles, e chegou a ser considerado por muitos como uma força subterrânea de dissidentes com intenção de derrubar o governo, e foram mesmo acusados de incitar a Revolução Francesa. O grupo se desfez logo em seguida, mas sua influência se manteve forte, e por anos após a sua dissolução tinham rumores de ainda estar funcionando em algum lugar nas sombras.
Práticas Secretas:

Graças à sua presença constante na cultura popular, os Illuminati continuaram a ser temidos. Modernos teóricos da conspiração têm afirmado que o grupo sobreviveu e agora opera como um governo sinistro que atua nas sombras, direcionando a indústria mundial e da política como lhe aprouver. A família Bush, Winston Churchill, e Barack Obama têm sido nomeado como membros mais proeminentes, mas nenhuma evidência legítima de um grupo nunca foi descoberto. Ainda assim, o boato sobre a vida como um dos mais populares, apesar de bizarro, de todas as teorias da conspiração.

1. Os maçons


Embora sejam menos influentes e secreto hoje do que eram antes, os maçons continuam a ser uma das organizações fraternas mais famosos no mundo, com uma adesão de 5 milhões de pessoas. O grupo foi fundado oficialmente em 1717, mas os documentos relativos à sua existência data de 1300. Ele foi originalmente criado para ser uma irmandade, cujos membros compartilham certas idéias filosóficas fundamentais, entre eles a crença em um ser supremo. O grupo salienta retidão moral, e como tal muitos dos capítulos se tornaram conhecidos por seu trabalho de caridade e serviço à comunidade. Apesar destas práticas aparentemente inofensivo, os maçons não estão sem seus críticos. Os teóricos da conspiração, há muito tempo, acham que eles estão envolvidos em práticas ocultistas abomináveis. Igrejas de todas as denominações também criticaram a organização, seus ensinamentos morais e crenças espirituais esotéricas.

Práticas Secretas:

Com a sua enorme adesão espalhada pelo globo, a Maçonaria moderna já não tem os mesmos princípios universais como o fez nos velhos tempos. Uma prática que tem se mantido constante é o método de introdução. Iniciados deve ser recomendado ao grupo por alguém que já é um maçon, e uma vez lá, o membro deve passar por três diferentes graus, antes de chegar ao nível de “Mestre Maçom.” Os membros também têm certos modos prescritos de cumprimentar uns aos outros, incluindo apertos de mão, gestos e senhas, e não-maçons são sempre proibidos de comparecer às reuniões.
Fonte: MIB
Anúncios

Cuidado com o que deseja!

X-Men: Primeira Classe

 

Elenco: Kevin Bacon, James McAvoy, Michael Fassbender, Alice Eve, Caleb Landry Jones, Nicholas Hoult, Lucas Till, Jennifer Lawrence.

Direção: Matthew Vaughn Gênero: Ação Duração: — min. Distribuidora: Fox Film Estreia: 03 de Junho de 2011

Sinopse: X-Men: Primeira Classe‘ começa na década de 60, e passará por vários países do mundo. John F. Kennedy será o presidente dos EUA, e teremos breve aparições de personalidades como Martin Luther King e Malcolm X. Em ‘X-Men: Primeira Classe’, Eric Lensherr (que depois se torna Magneto) e Charles Xavier viajam o mundo tentando salvar mutantes. Quanto mais eles ficam conhecidos, mais o governo ameaça a vida dos mutantes. Para a proteção, eles constroem uma escola para os jovens desafortunados. Os amigos terão de trabalhar juntos, ao lado de outros mutantes, tentando impedir a maior ameaça que o mundo já presenciou. Os vilões serão os membros da sociedade secreta Clube do Inferno, que conta com Sebastian Shaw (Kevin Bacon) e Emma Frost (January Jones).

Curiosidades:
» Bryan Singer (diretor dos dois primeiros ‘X-Men’) foi o primeiro diretor contratado para comandar o longa, mas teve de abandonar o projeto por conflitos de agenda. Ele já havia assinado para filmar o longa ‘Jack The Giant Killer‘, para a Warner Bros.

» O diretor Matthew Vaughn era o preferido de uma lista que contava com Timur Bekmambetov (‘O Procurado’), Louis Leterrier (‘O Incrível Hulk’), David Slade (‘Eclipse’), Daniel Espinosa (‘Snabba Cash’) e Carl Erick Rinsch.

» O roteiro de ‘X-Men: Primeira Classe‘ terá que ser reescrito após o lançamento de ‘A Origem‘, novo filme de Christopher Nolan. Matthew Vaughan (Kick-Ass) revelou que doze páginas do roteiro foram jogadas fora, para evitar acusações de plágio. “Assisti A Origem e amei… Mas meu coração partiu ao meio quando vi que algumas ideias nossas já tinham sido usadas no filme. Podíamos fingir que não vimos, ou mudar tudo. Então optamos por arrancar 12 páginas de roteiro e storyboards”, conta Vaughn.

» O diretor deixou a Fox na mão uma vez: quando contratado para comandar ‘X-Men: O Confronto Final‘, abandonou as filmagens alegando “motivos pessoais”. Boatos dizem que ele não havia gostado do controle absoluto do estúdio sobre o filme.

» Michael Fassbender (Bastardos Inglórios) vive o jovem Magneto, enquanto James McAvoy (‘O Procurado’) será o novo Professor Xavier. Alice Eve (‘Sex and the City 2’) ficará com o papel de Emma Frost, a Rainha Branca, uma mutante com poderes telepáticos que já foi heroína e vilã. Caleb Landry Jones (‘Onde os Fracos Não Têm Vez’) viverá o mutante Sean Cassidy, o Banshee. O jovem Nicholas Hoult, da série ‘Skins’, será Hank McCoy, o mutante Fera, e Lucas Till (‘Hanna Montanna – O Filme’) será Alex Summers, o Destrutor (irmão mais novo do Ciclope). Jennifer Lawrence será a jovem Mística.

 

Fonte: Cine Pop

 

Sobre a 6ª Temporada de Supernatural

Bem, a sexta temporada de Supernatural já está no ar a algumas semanas (seis, se não me engano) e agora gostaria de dizer algumas coisas sobre essa nova temporada.

Bem… ao meu ver ela começou com uma historia meio forçada e fraca, com ressurreições inexplicáveis e cenas de ação meio clichês (ao estilo primeira temporada).

Vamos relembrar: as primeiras 5 temporadas fizeram uma linha, em cada temporada havia eventos importantes que pouco a poucos foram se juntando e mostrando um plano maior. A morte da mãe de Sam e Dean, Azazel, Lilith, a ida de Dean ao inferno, Lucifer libertado.

Essa nova temporada por outro lado simplesmente começou com um monte de mistérios para instigar a duvida que devem culminar também em um plano maior (repare, antes 5 temporadas se juntaram para mostrar um plano maior; agora, tudo esta acontecendo em uma unica temporada).

Temos monstros alfa extremamente poderosos, temos Lâmias e Okamis migrando da Grécia e Japão (respectivamente, é claro)… ah sim, e temos Sam agindo estranhamente.

De inicio achei que Dean estava com frescura, mas depois realmente Sam se mostrou diferente, no seu ponto máximo quando ele permitiu que Dean se tornasse um vampiro e no ultimo episódio vimos que ele não está só diferente, ele não é mais sequer humano (pelo menos segundo Véritas, a Deusa da Verdade).

Mas claro que Lucifer não está ainda no corpo de Sam, como eu estou cansado de dizer: essa saga envolvendo Lucifer já acabou, os proprios produtores disseram que prolongar uma coisa que acabou bem pode estraga-la. então só nos resta esperar para ver o que acontece.

Há teorias, não sobre o Sam, mas sobre os monstros.  Metamorfos estão procriando, vampiros estão transformando o máximo possível, é claro que os monstros estão criando um exercito, pra que ou a mando de quem… isso não da pra dizer ainda